segunda-feira, 21 de abril de 2008

Tibete (Nepal?)

Tens razão, Miguel, há realmente uma grande confusão relativamente à situação no Nepal, digo, Tibete ... digo ... 



O Conselheiro para Segurança Nacional da administração Bush, Stephen Hadley parece também confundir os dois. Ajudava se os media não andassem a distorcer propositadamente os factos.
Quem parece andar mais atento é, como habitualmente, o xatoo. A ler também o War Nerd, Gary Brecher, numa perspectiva histórica daquilo a que sabia a "liberdade" no Tibete feudal.

4 comentários:

Voice_Of_The_Opressed disse...

Boas, obrigado pelo coment que so agora vi, realment o trash metal de origem era mais politico, bandas como sacred reich, nuclear assault e mesmo algumas de sepultura; de facto tornou-se mais "mistico" quando se começou a aproximar do death e black metal e perdeu na minha opiniao a sua essencia, gajas e cerveja tens tankard, os metallica de agora( a tematica pode nao ser essa a 100% mas anda la eprto) e posto isto eu ate gosto de trash metal como gosto de todos os generos do punk ate ao pop; grindcore tambem tem muitas bandas porno ou gore mas no essencial bandas como napalm death, terrorizer,disrupt entre tantas outras mantem o genero dentro da critica social, e ja agora Free tibet now!! ;)

Tárique disse...

Olá compatriota farense. Benvindo ao nadir. Talvez estejas interessado nos posts sobre Música de Intervenção.

Igor disse...

O Tibete não era, há 60 anos atrás, um país livre. Mas a China, 60 anos depois, continua a não o ser.
Só um comunismo muito ferrenho, muito fechado, muito tapado é que pode pressupôr que os exilados tibetanos, que inclusivamente elegem democraticamente um parlamento no exílio indiano, pretendem repôr o feudalismo.

Tárique disse...

igor, espero que não me tenhas entendido mal. eu não defendo o domínio chinês do tibete. se leres o artigo do war nerd que cito vês que aponta o que os tibetanos já sofreram nas mãos dos ingleses (os mais sanguinários) , dos seus senhores feudais e dos chineses!