sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Madeleine e Zbgniew

Vale a pena espreitar as perspectivas do Miguel e do Igor (e um bocadinho da minha) acerca da percepção da "esquerda" sobre quem vai dar a cara pelos próximos quatro anos de política imperialista. Tratando-se de exercícios interessantes, convém não esquecer quem é que define verdadeiramente as políticas. E porque é que, tendo isto em conta, certos anti-capitalistas prefeririam um minarquista isolacionista como Ron Paul à mudança de cadeiras do costume. O desmantelamento do complexo militar-industrial americano (a expressão, a propósito, é do republicano Dwight Eisenhower*) seria imensamente mais benéfico do que quaisquer migalhas reformistas do sistema de saúde.

1 comentário:

Tárique disse...

A escolha ilustrada é entre o "pai" dos Taliban e a "polvilhadora" de urânio empobrecido na Sérvia. Representam a política externa dos candidatos democratas.